quarta-feira, 19 de novembro de 2014

O homem que salvou 669 crianças


Sir Nicholas Winton no Castelo de Praga em 2007

No ano de 1938, Nicholas Winton viu o seu plano de férias de fim de ano mudado, pois o seu amigo Martin Blake sugeriu que eles viajassem até à Checoslováquia, para se inteirarem dos problemas que aquele país estava a viver.
Ao entrar na Checoslováquia, Winton sentiu o clima de horror e medo, compreendeu o que o amigo tanto lhe queria mostrar. O país estava sob o domínio da Alemanha nazista. Milhares de famílias judaicas viviam assustadas com a perseguição aos judeus e Winton que era descendente de judeus, embora convertido ao cristianismo, sentiu que tinha de fazer alguma coisa para salvar o maior número de pessoas, a começar pelas crianças.
Escreveu para diversas pessoas e com a ajuda de organizações cristãs e beneficentes, foi possível conseguir recursos para o transporte dos pequenos refugiados que os pais lhe entregavam e arranjar famílias que os acolhessem.
Foi um trabalho árduo e burocrático, mas nada o fazia desistir. Nos primeiros 9 meses de 1939, Winton planeou o transporte e o resgate de 669 crianças – judias, em sua maioria – da Checoslováquia para Inglaterra.
O número de pessoas salvas poderia ter sido maior, pois um grupo de aproximadamente 250 crianças não pôde seguir para Inglaterra devido ao bloqueio de todos os meios de transportes com o início da guerra. Essas crianças que não conseguiram embarcar infelizmente foram mortas em campos de extermínio.
Durante muitos anos o que Winton fez permaneceu em segredo até que um dia do ano 1988 a sua mulher Gretel descobriu o seu álbum de recortes de 1939 que continha a lista dos nomes e as fotos de todas as crianças que ele salvou. No programa That's Life da BBC de 1988, Winton foi convidado para se sentar na plateia entre as pessoas que ele salvou há 50 anos atrás, e ele não sabia que estava sentado entre elas. Até que a apresentadora também pediu para que as pessoas salvas por Winton se levantassem.
Muitas outras homenagens recebeu este homem, que ainda está vivo, agora já com 105 anos, segundo disseram há pouco tempo os meios de comunicação social.



In O Amigo do Povo

Sem comentários:

Enviar um comentário