terça-feira, 10 de novembro de 2015

Igreja condena lei das adoções gay

Projeto de lei do PS, PCP, PEV e BE discutido no dia 19


A nove dias da discussão, na Assembleia da República, dos projetos de lei dos partidos de esquerda, que pretendem aprovar a adoção de crianças por casais homossexuais, os bispos portugueses voltam a condenar as opções de família sem os géneros masculino e feminino.

Esta segunda-feira, na abertura da Assembleia Plenária da Conferência Episcopal Portuguesa, em Fátima, o cardeal-patriarca de Lisboa apelou a que, nessa matéria, sejam tidos em conta "os princípios do pensamento social cristão".

"Trata-se, em suma, de salvaguardar a vida humana em todas as suas fases, da conceção à morte natural, da valorização da vida familiar e da educação dos filhos, com referência masculina e feminina de geração ou adoção", afirmou D. Manuel Clemente.

A Assembleia Plenária da CEP, órgão máximo da Igreja portuguesa, decorre até quinta-feira. Entre os assuntos em debate estão a reflexão sobre o Sínodo dos Bispos sobre a família e as propostas pastorais decorrentes da visita que o episcopado fez ao papa Francisco.

Outro dos assuntos em destaque é o acolhimento aos refugiados, com a Igreja a dar conta de que "tudo será feito para que essas pessoas se sintam em casa".
Fonte: aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.