sexta-feira, 18 de março de 2016

19 de março, DIA DO PAI


Homenageamos:

- " os homens vítimas da violência doméstica ou social, deixando filhos  órfãos";
- os homens vítimas de discriminação na família, na sociedade, no trabalho, no salário, na vida...
- os homens que têm "duplo emprego", pois só assim conseguem o mínimo de dignidade para as suas famílias;
- os  homens que não se desligam da missão educativa;
- os homens com "filhos diferentes" ou prostrados sob o peso de vícios e dependências;
-  os homens usados como 'carne para canhão' em guerras que outros provocam;
- os homens no desemprego e os que se movimentam num grave clima de necessidade económica;
- os homens que não têm vergonha de assumir e praticar a sua fé;
- os homens atraiçoados na sua vida sentimental;
- os homens que, caindo na valeta da vida, não encontram braços que os levantem e os acolham,  porque sobraram pés para os calcarem;
- os homens maltratados, ofendidos na sua dignidade, denegridos;
- os homens abandonados, vítimas de ingratidão, entregues à sua sorte;
- os homens felizes, amados e respeitados e os  que lutam pela esperança de um mundo novo que vai chegar;
- os homens  que teimam em fazer do amor, da justiça e da paz o motor de uma nova humanidade;
- os homens que se orientam por valores e os transmitem;
- os homens persistentes, que não cedem a desistências e conservam a coragem como forma de estar na vida;
- os homens que fazem da palavra uma ponte que une e não uma parede que divide;
- os homens que descobriram que a felicidade está mais em dar do que em receber;
- os homens que vivem o serviço como nobre expressão de amor;
- os homens que tudo fazem em prol da unidade e da felicidade familiares;
- os homens crentes, atentos à voz de Deus, que ajudam os outros a descobri-l'O;
 os homens que nunca neguem o seu contributo nem o seu trabalho em prol do bem-comum;
- os homens fiéis à palavra dada, ao compromisso assumido, ao propósito feito;

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.