segunda-feira, 19 de setembro de 2016

"Estamos desorientados. Mas tenho 65 anos, já não quero saber"


Arturo Pérez-Reverte, o escritor espanhol mais lido no mundo, acredita que a humanidade "já viveu a sua melhor época". À VISÃO, fala do seu novo livro, Homens Bons, e carrega no pessimismo: "O mundo é um sítio perigoso, cheio de filhos da puta"
Ver  aqui

Sem comentários:

Enviar um comentário